Budweiser recria seus anúncios dos anos 50 para os dias atuais

Cenário pós-guerra


Com o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, o cenário internacional mudou significativamente, dividindo o mundo em dois blocos políticos-militares pelas novas superpotências: EUA e URSS. A influência econômica e cultural dos EUA, assim como sua política e ideologia implicou nos países latino-americanos emergentes como Brasil. Não é à toa que somos tão parecidos com os EUA hoje tratando-se de gostos e assuntos políticos.



Era de ouro nos EUA


Os EUA, dotado de prosperidade econômica no pós-guerra, pôde oferecer acesso novamente ao seu povo direito ao consumo e uma onda de otimismo instalou-se no país, propiciado pela produção em massa de bens manufaturados de uso pessoal e doméstico.


Levando em conta esse novo cenário próspero, os anos 1950 foi a era de ouro da publicidade nos EUA. Essa década movimentou a comunicação mundial e tornou-se icônica por revolucionar o modo como os produtos eram vendidos. A época é lembrada pelos famosos anúncios com ilustrações de homens e mulheres em seus lares no melhor estilo, instalando de vez o american way of life.



Mulheres em casa, homens no trabalho


O "american way of life", traduzido literalmente por "modo de vida americano" era então o novo modelo de vida dos americanos, em que os homens voltaram depois do período de guerra a ser os provedores do lar e as mulheres puderam voltar às funções domésticas.


Uma mulher que edificava a sua casa e facilitava a vida de sua família, em especial que proporcionava uma boa recepção ao marido que voltava de sua jornada de trabalho era muito bem-vista e mantinha todos em seus papeis. A publicidade da época era um grande reflexo desse novo modo de viver, que hoje seria inconcebível pelo fato das mulheres terem conquistado diversos direitos, além de serem totalmente independentes dos homens, e mais recentemente ainda as grandes provedoras em algumas famílias.



Budweiser


A Budweiser, grande anunciante da época, contribuía fortemente para essa cultura reforçando esses valores. Temos frases nos anúncios como “Até uma mulher pode abrir isso?” até anúncios onde um homem bate em uma mulher ou a usa como tapete da sala. Pensando nisso, a empresa decidiu recriar seus anúncios da época de acordo com as novas atualizações de comportamento e consumo feminino em 2019:



1. Anúncio de 1958

Nesse caso, a frase “Onde há vida, há Bud” foi mantida. A diferença crucial está na imagem, onde Budweiser nos anos 1950 era restrita ao homem (enquanto ele martela, a esposa serve a cerveja gelada), em 2019 a coisa é mais simples: o casal curte a cerveja juntos enquanto comem uma pizza.


2. Anúncio de 1956

1956: O anúncio original falava que a mulher havia casado com “dois homens”, porque o marido sempre tem um "inner man" ou “eu interior”, expressão que traduz um comportamento primitivo, e que uma maneira de agradá-lo era com uma Budweiser. Na imagem, o marido chega de viagem enquanto ela o espera com uma grinalda.


2019: Na recriação de 2019, o anúncio diz “Ela descobriu que tem tudo”. Esperando por ela, três amigas no bar. Afinal, nem tudo se resume a casamento. O anúncio continua: "Ela nunca se sentiu tão realizada. Ela está rodeada de pessoas que entendem quem ela é, por dentro e por fora. Budweiser pode ser apreciada por todos".



3. Anúncio de 1962

1962: A mulher que espera o marido em casa com o jantar quase pronto, onde ele pode desfrutar da sua cerveja.


2019: O anúncio se transforma em uma mulher que é feliz, também, porém solteira: "Este momento pede uma Budweiser. Tempo para descontrair... é sexta-feira, seu passa-tempo preferido é abrir uma Bud gelada e aproveitar um tempo para si mesma".

24 visualizações